• Bem vindo a

    Um novo modelo em desenvolvimento de sistemas

  • Moderno & Pratico

    Apresente sua Empresa com estilo e grandes recursos

  • Design 100% Responsivo

    Em qualquer Plataforma. Celulares, Tablet, Notebook e Desktop

Empresa especializada no desenvolvimento de softwares, Idealizada e criada em 2014.
conta com uma equipe altamente qualificada que trabalha com as mais modernas tecnologias do mercado.

Soluções em Software

Softwares Inteligentes que gerem informações seguras e confiáveis.

Design Responsivo

Aplicativos ou sites automaticamente se encaixam no dispositivo do usuário (PC, celular, tablet, tv, etc).

Unico & Moderno

É fundamental ter um software moderno,confiável e atualizado.

Sites

Sites corporativos, empresariais, ecommerce, dinâmicos e modernos.

100% online

Não perca mais tempo analisando relatórios. Aplicativos 100% online

Suporte

Estamos prontos para te ajudar das 09:00h às 18:00h durante qualquer dia da semana.

Você está pronto?

Entrar na era digital é muito importante pra você.

A tendência é que cada vez mais seja utilizada a tecnologia responsiva. Desenvolvemos Soluções que se adaptem em qualquer resolução de tela, seja de um desktop, notebook, tablet ou celular, tornando um Softare ou website navegável em qualquer plataforma digital.

Descubra mais

NOSSOS SERVIÇOS

Sistemas Mobile, sites responsivos a solução perfeita para você.
Nós não fazemos projetos, fazemos magia!

Branding

Reforça a reputação de sua marca(branding), assegura a qualidade do serviço ou produto transmitindo valor em crescente acesso digital.

Design

Elaboração de projeto estético e funcional de um software ou web site .

Desenvolvimento

Processo de desenvolvimento de soluções adequadas seguindo os pontos identificados e apresentados após pesquisas.

Sucesso

Implatação de soluções e colheita de novos projetos.

Processos de Desenvolvimento

Uma empresa séria, merece uma solução séria
desde o início até o fim do desenvolvimento do seu projeto.

  • Pesquisa & Análise

  • Projeto & Design

  • Desenvolvimento

  • Testes

  • Entrega/Publicação

Vídeos

EQUIPE

Emerson Simões

Desenvolvedor PHP - Com Iniciativa, responsabilidade, boa comunicação e criatividade.

Inaldo Brandão

Desenvolvedor na plataforma Java, Android, .Net e Delphi. Vê na programação algo como sonhar e realizar.

Pedro Nirton

Desenvolvedor PHP, Javascript e entusiasta em novas tecnologias que envolvem tanto front-end como back-end.

Walter Mello

Administrador de Redes, sólidos conhecimentos no gerenciamento de switches, dispositivos wireless, cabeamento estruturado, backup Arcserv, backup R16, plataforma de banco de dados, sistemas operacionais da linha Server e Unix e Active Diretory.

Habilidades

JAVA

Ruby on Rails

Javascript

PHP

Novidades

Fique por dentro das atualizações tecnologicas

Do site: www.olhardigital.uol.com.br

Link: http://olhardigital.uol.com.br/noticia/windows-10-esta-chegando-vale-a-pena-fazer-a-migracao/49363

A volta do Menu Iniciar

Depois de ouvir muita reclamação dos usuários do Windows 8, o menu Iniciar voltou, ainda que diferente. Ele é uma mistura do tradicional, que existe no 7, com os blocos dinâmicos do 8. Ele oferece a vantagem da informação instantânea oferecida pelos blocos, mas com a simplicidade e familiaridade do menu do 7.

Cortana integrada

Isso só vai valer para os brasileiros a partir de 2016, mas o Windows 10 é profundamente integrado com a assistente pessoal Cortana, que deu as caras primeiro no Windows Phone. Ela oferece informações contextuais baseada nos dados que coleta sobre você e o que você costuma procurar na internet. Ela também se destaca por ter uma personalidade, similar ao que acontece com a Siri, no iOS, e diferente do Google Now, no Android. Ela também pode mostrar previsão do tempo, notícias de destaque, e exibir lembretes.

Microsoft Edge

O Internet Explorer morreu e deu seu lugar ao Edge, chamado antes do lançamento de Project Spartan, criado do zero para acabar com o legado negativo do seu antecessor. Todos os testes de desempenho mostram que o navegador está muito mais rápido do que o IE, chegando a superar o Chrome em algumas ocasiões. Você só poderá usá-lo no Windows 10.

Integração profunda com o Xbox

Se games fazem parte da sua rotina, principalmente se você tem um Xbox One, é bom prestar atenção no Windows 10. Alguns jogos permitirão que quem está no PC e quem está no console joguem multiplayer juntos. Também será possível fazer streaming dos games que estão rodando no console para o seu computador ou tablete por meio da rede local, o que deve possibilitar jogar sem ocupar a TV da sala. A integração permitirá aproveitar as opções da Xbox Live para games no PC e interagir com seus amigos na rede da Microsoft, gravar e publicar vídeos de jogos, entre outras coisas.

Integração com todos os smartphones

Não importa se você usa iOS, Android ou Windows Phone: o Windows 10 irá abraçar seu celular em vários aspectos, com integração do OneDrive, OneNote, Skype, Office, Outlook, etc. Até mesmo a assistente Cortana será liberada para as plataformas concorrentes.

DirectX 12

Novamente, um diferencial importante para quem costuma jogar no PC: o DirectX 12 será exclusivo do Windows 10, que deve melhorar o desempenho até 50% e otimizar o consumo de energia em relação ao DirectX 11. É obrigatório para quem quer o máximo em qualidade gráfica em jogos.

Desktops virtuais

Bom, nem todo mundo pode ter um setup com vários monitores, mas com o Windows 10 pelo menos você pode alternar entre vários desktops rapidamente, como se você tivesse vários monitores mostrando coisas diferentes ao mesmo tempo.

Central de notificações e ações

Você já tem notificações no seu celular. Não seria uma boa se os apps que você tem no seu computador pudessem fazer o mesmo? Com o Windows 10 isso é possível. A mesma área também reserva botões de ações rápidas, como ativar o modo avião, ligar ou desligar o Bluetooth, mexer no brilho da tela, ativar ou desativar Wi-Fi e assim por diante.

Interface adaptável

Uma das principais reclamações do Windows 8 é que ele parecia ter sido planejado para o touchscreen, enquanto os usuários de teclado e mouse foram deixados para trás. A Microsoft resolveu a situação com o recurso Continuum. Agora o Windows 10 é diferente em tablets e laptops e destkops. E, se você tem um híbrido, a interface se alterna quando você está com o teclado acoplado ou está utilizando no modo tablet.

O fim da senha?

O Windows 10 terá suporte a autenticação por biometria, o que significa que você poderá acessar vários aplicativos usando apenas leitores de impressão digital ou leitores de retina. Em uma era em que a proteção fornecida pelas senhas comuns é questionável, a mudança não poderia ser mais bem-vinda.

É grátis

Se você está rodando o Windows 7 ou 8.1 originais, você tem um ano a partir do dia 29 de julho para aproveitar a atualização grátis, ou terá que pagar por uma nova licença. Essa é uma novidade para a Microsoft.

E os riscos?

Se você aceitar a atualização no primeiro ano, você entrou na categoria do early-adopter. Infelizmente, essas são as pessoas que mais sofrem no mundo da tecnologia. Quem adere primeiro a um novo produto normalmente está exposto a um número maior de falhas de segurança, bugs incômodos, problemas de compatibilidade e tudo mais que um sistema operacional novo pode oferecer de negativo.

Claro, é possível que nada disso aconteça com você. No entanto, quanto mais tarde você migrar para o Windows 10, menor será a chance de encontrar uma falha crítica. O problema é que a oferta de upgrade grátis tem limite de tempo, então o usuário é obrigado a migrar rápido para aproveitá-la.

Na Rede

Como se conectar à internet onde não há conexão

Nos últimos anos, a tecnologia de satélite possibilitou a comunicação em áreas remotas mas, muitas vezes, o custo dos equipamentos e as taxas de chamadas tornavam a operação muito cara. Com o tempo e o avanço da tecnologia, estes custos foram reduzidos, embora ainda não estejam disponíveis para qualquer bolso. Essas tecnologias podem atrair consumidores que passam muito tempo em áreas sem cobertura e pequenas ONGs que trabalham em áreas remotas e de desastre, já que permitem canais de comunicação e mobilidade de seus funcionários.

Uma equipe de fãs de tecnologia da BBC se perdeu num deserto do Marrocos para tentar se conectar à internet por menos de US$ 2.250 (cerca de R$ 6 mil). Veja o que eles descobriram.

Mini-antena de satélite - cerca de US$ 1.150

O iSavi, da Inmarsat, é, provavelmente, a menor antena parabólica do mundo. O equipamento não funciona bem em movimento, por isso deve ser colocado sobre uma superfície firme.

O dispositivo se conectaao satélite da rede Inmarsat diretamente acima, permitindo o uso da internet através de um aplicativo no celular para enviar mensagens de texto e fazer chamadas usando qualquer smartphone. É possível também criar uma rede wi-fi, que atinje um raio de 30 m. Nick Whitehead, líder de comunicações por satélite da Inmarsat, disse à BBC que este dispositivo fornece uma conexão de dados de 200 a 300 kilobytes, que não permite a reprodução de vídeos mas possibilita a navegação na internet. Uma vez que o dispositivo esteja corretamente orientado, um aplicativo no telefone ajuda a estabelecer a ligação via satélite.

Outra opção para se conectar à internet no meio do nada é a SATcase, uma capa protetora que torna qualquer telefone inteligente num "satélite". Custa cerca de US$ 1.050 - mas poupa ter que carregar dois telefones.

Funcionando como uma "capa" no telefone, você ainda tem acesso à maioria dos aplicativos, e-mails, contatos e outros apetrechos. Esta "capa" permite que você, por exemplo, envie uma foto desde o topo do Everest. É possível usar a SATcase com um contrato anual ou um cartão pré-pago. Outra vantagem deste dispositivo é que você pode alternar entre a conexão via satélite e de telefone, se estiver um lugar onde ela existe.

FONTE: BBC Brasil - Link:http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2015/01/150108_internet_conexao_hb

Na Rede

A marca Windows Phone morrerá, mas isso será excelente...

A manhã, a partir das 15 horas (horário de Brasília), a Microsoft realizará aquele que pode ser o seu evento mais importante de 2015. O lançamento do Windows 10 e a possível integração de todos os sistemas operacionais da empresa vêm chamando atenção dos consumidores e também despertando a curiosidade das empresas concorrentes. Entretanto, com o sistema operacional para desktops consolidado no mercado, as atenções se voltam para o futuro do Windows Phone 8.1. Por mais que a Microsoft tenha feito uma série de avanços ao longo dos últimos dois anos, o SO para celulares não alcançou globalmente a fatia de mercado esperada pela empresa. Embora em alguns países, como o México e o Brasil, a situação seja um pouco diferente, é no mercado norte-americano que reside o maior problema da empresa em fazer o Windows Phone “decolar”. Por conta disso, a chegada do Windows 10 está sendo encarada pela empresa como o momento ideal para uma grande virada.

Adeus, Windows Phone. Olá, Windows 10!

A primeira mudança a ser percebida deve ser nominal. O nome “Windows Phone” deve sair de cena e dar espaço para o “Windows 10”. Ainda não se sabe se alguma terminação será acrescentada ao nome, mas o fato é que a nomenclatura “Windows Phone” não deve mais figurar no vocabulário dos consumidores do SO da Microsoft.

De acordo com as informações conhecidas até agora, o caminho mais provável é a integração dos sistemas Windows Phone e Windows RT em um único sistema operacional. O maior indício que temos relacionado a esse tema é o fato de que mesmo não tendo um SDK do Windows 10 para os desenvolvedores, a empresa tem recomendado que aqueles que queiram desenvolver apps para Windows Phone comecem a estudar o SDK do Windows RT. Vale lembrar que os celulares da linha Lumia utilizam processadores ARM, e o Windows RT nada mais é do que o Windows 8.1 numa versão para processadores ARM. Ou seja, junte as duas informações e você já tem uma ideia do que virá pela frente. Será esse o caminho para colocar os smartphones da Microsoft entre os líderes de vendas ao redor do mundo?

O Windows 10 pode ser uma aposta excelente

O Windows RT está longe de ser uma unanimidade entre os consumidores. É grande o número de usuários que torce o nariz quando encontra o nome do SO em meio às especificações de um aparelho. Entretanto, embora ele tenha nascido com um número pequeno de aplicativos – e essa falha foi uma das principais responsáveis por fazer com que o sistema fosse visto com desconfiança –, até a chegada do Windows 8.1, muita coisa mudou. O primeiro ponto a ser observado é que essa união pode trazer benefícios tanto para aqueles que usam os smartphones da Microsoft quanto para aqueles que possuem tablets ou PCs com Windows RT. Juntas, as duas lojas ultrapassam a marca de meio milhão de aplicativos – um número considerável de apps para uma plataforma com tão pouco tempo de vida.

Ainda não está confirmada essa integração, mas, caso ela aconteça, podemos ter softwares de um sistema rodando no outro. Se levarmos em consideração que o Windows RT recebeu uma atenção maior por parte dos desenvolvedores, quem ganha e muito com essa mudança são os proprietários de qualquer smartphone que possa ser compatível com o Windows 10.

Mais apps resolvem o problema? Não é só isso

A quantidade de apps disponíveis para Windows Phone não é mais um problema faz muito tempo. Entretanto, é inevitável que em um comparativo com o Android e o iOS essa característica pese contra o SO da Microsoft, uma vez que o número de softwares disponíveis é maior nas duas plataformas concorrentes. Porém, esse seria um problema perfeitamente contornável se os apps atuais saíssem de forma simultânea para as três plataformas. A “culpa”, em parte, é da Microsoft. Apple e Google, quando começaram com seus sistemas, subsidiaram muitas coisas para atrair a atenção dos desenvolvedores. Já a Microsoft, por outro lado, apostou em uma migração natural dos programadores para a plataforma, baseada na demanda que deveria surgir com o aumento nas vendas. Esse movimento, infelizmente, aconteceu em uma escala pequena. Sempre vale lembrar: de nada adianta a Microsoft se tornar bem-sucedida em países como Brasil ou México se nos Estados Unidos as coisas não forem bem. É lá que está sediada a maior base de desenvolvedores dos grandes jogos e aplicativos. Se eles não têm interesse na plataforma, os apps não saem. Se os apps não saem, quem se prejudica são os usuários de todo o mundo.

Windows 10 na prática

Com o Windows RT, a situação é um pouco diferente. Por conta do reinado absoluto do Windows, os desenvolvedores migraram naturalmente para o Windows RT como forma de alcançar um público maior de usuários de Windows com seus apps. Talvez, usar esse movimento em favor do mobile seja a decisão mais correta que a Microsoft pode tomar desde que entrou nessa briga. Mas não podemos nos esquecer de algo importante: é preciso que a empresa faça a sua parte. Curiosamente, tem se tornado rotina a Microsoft oferecer serviços melhores ou mais atualizados nos SOs dos seus concorrentes do que no próprio Windows Phone. Embora o que circula na plataforma da Microsoft seja perfeitamente aceitável, esse “desprestígio” vindo da própria empresa frequentemente enche de dúvidas a cabeça dos usuários, que se perguntam se vale a pena ou não remar contra a correnteza e apostar em um sistema em que nem mesmo a criadora parece ter coragem de colocar todas as suas fichas. Basicamente, a integração entre Windows Phone e Windows RT é uma notícia excelente para os desenvolvedores. Na prática, para o usuário final, ela só será excelente se houver adesão por parte da comunidade de programadores e, principalmente, se a Microsoft apostar de verdade no SO, trazendo conteúdo exclusivo e dando atenção total à integração com os seus próprios serviços. Caso contrário, o Windows 10 será “apenas” mais uma atualização, e o sistema continuará sofrendo os mesmos problemas no mercado, não por falta de qualidade, mas principalmente por falta de empenho da própria Microsoft.

FONTE: Site TECMUNDO - Link:http://www.tecmundo.com.br/windows-10/72861-marca-windows-phone-morrera-excelente.htm

Na Rede

Com 700 milhões de usuários no mundo, o WhatsApp é o aplicativo de mensagens instantâneas mais popular do mundo.

1. Evite que saibam que você leu uma mensagem

Em novembro, o WhatsApp lançou uma nova função, em que os sinais de mensagem entregue mudam de verde para azul para indicar que o remetente saiba que o texto foi lido. Muitos não ficaram satisfeitos com a novidade. Mas há como desabilitá-la. É mais fácil para quem tem um celular com sistema Android: basta baixar a versão beta do aplicativo e ir em Configurações > Informações da Conta > Privacidade e desmarcar a opção "Confirmação de leitura". Para iPhone, é um pouco mais complicado. Primeiro, é preciso desbloquear o sistema do aparelho, um processo conhecido como "jail break", que permite baixar aplicativos que não estão na loja oficial de aplicativos da Apple, a App Store. Depois, é preciso baixar o aplicativo "WhatsApp receipt disabler by BigBoss", que permite desativar a notificação de leitura. Bônus: quando esta opção estiver ativada, é possível saber a hora em que o destinatário leu a mensagem, clicando sobre ela e movendo o dedo para a direita.

O WhatsApp só permite enviar arquivos de foto, áudio e vídeo. Mas, ao usar outros aplicativos, como "Cloud Send" no Android ou "MP3 Music Dowloader" no iPhone, é possível mandar arquivos PDF ou documentos do programa Word.

3. Bloqueie seu WhatsApp

Mesmo que os celulares tenham senha para bloqueá-los, isso não parece ser suficiente para alguns. Se for o seu caso, use o aplicativo "WhatsApp Lock" para instalar uma senha para acessar o programa

4. Veja notificações pelo computador

Aplicativos como "Notifyr" no iPhone e "Desktop Notifications" no Android permitem ver as notificações que chegam ao celular por meio do computador. Normalmente, é preciso instalar o aplicativo no celular e um outro programa, conhecido como extensão, no computador.

5. Instale o WhatsApp em seu tablet com Android

O WhatsApp não permite a instalação em um tablet, mas há uma saída. No aparelho, é preciso baixar a última versão do WhatsApp, no formato APK, que pode ser encontrada no site do aplicativo para computadores. Também é necessário baixar o aplicativo SRT AppGuard, que impede que o aparelho seja reconhecido pelo mensageiro como um tablet. No SRT AppGuard, selecione "WhatsApp" e pressione "Monitor", o que permite a este programa fazer uma revisão do WhatsApp. Quando isso terminar, desative as funções "read phone status" e "identity under Phone calls". Depois, ative o WhatsApp usando sua linha de telefone fixa para receber uma chamada com o código de verificação de três números.

6. Evite que saibam quando você usou o programa pela última vez

O WhatsApp exibe abaixo do nome do contato a hora em que ele entrou no aplicativo pela última vez. Para evitar que isso seja informado, vá em Configurações > Informações da Conta > Privacidade > Visto por último. Ali haverá três opções: Todos, Meus Contatos, Ninguém. Escolha a que mais lhe agradar e, assim, tenha um pouco mais de privacidade.

7. Recupere conversas que foram apagadas

Você pode ter apagado uma conversa por acidente. Ou fez isso de propósito e se arrependeu. Às vezes, o celular guarda a conversa em sua memoria. Mas, quando o programa é desinstalado e instalado novamente, ele pergunta ao usuário se quer restaurar o histórico de mensagens. Assim, você pode ter suas conversas perdidas de volta.

8. Evite que fotos e vídeos sejam baixados para o celular automaticamente

Uma das razões pelas quais mais se usa a franquia de dados de um plano é o fato das fotos e vídeos que chegam ao WhatsApp serem baixados pelo programa por conta própria - e muitos destes arquivos você pode nem querer ver, Para evitar isso, há um forma fácil: Configurações > Opções de Conversa > Download automático de mídia. Nesta seção, é possível escolher se você quer que fotos e vídeo sejam baixados só quando se estiver conectado a uma rede WiFi, nunca ou sempre.

9. Veja suas estatísticas no WhatsApp

O programa reúne alguns dados curiosos, como o número de mensagens recebidas e enviadas. Mas isso também pode ser útil: ao zerar as estatísticas, é possível monitorar o uso do programa em determinado período de tempo, algo que pode ajudar a economizar seu pacote de dados. Para isso, é simples. Vá em: Configurações > Informações da Conta > Uso de rede.

10. Oculte uma imagem sobre outra

Sim, existem aplicativos que permitem mandar duas fotos em uma. Quando uma imagem chega, ao clicar sobre ela, o destinatário por ver a outra. "Magiapp" no Android e "FhumbApp" no iPhone permitem fazer isso.

FONTE: BBC Brasil - Link:http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2015/01/150115_truques_whatsapp_rb

Na Rede

O video acima mostra tudo o que você precisa saber!

Pensava que nunca mais chegava o dia em que podia usar o WhatsApp no computador de forma simples e rápida? Pois fique sabendo que agora já pode! Agora já é possível falar com todos os seus contatos através do teclado do seu computador e sem a necessidade de instalar nada, embora só possam aceder usuários que possuam a última versão do app e embora ainda não esteja disponível para usuários de iOS. Se quer saber como usar o WhatsApp no computador, não perca este artigo de umComo em que mostramos passo a passo.

Em primeiro lugar, é necessário que conheça os requisitos necessários para poder usar o WhatsApp no seu computador: Smartphone (à excepção de iPhone); Versão mais atualizada do aplicativo do WhatsApp (2.11.498); Google Chrome no computador (de momento ainda não está disponível nos restantes navegadores). Agora que já conhece os requisitos, o primeiro passo será abrir o Google Chrome nesta página web: https://web.whatsapp.com/ Este será o site através do qual utilizará o WhatsApp no computador e, para isso irá aparecer-lhe um código QR que terá de utilizar de seguida.

Mas antes disso, deverá abrir o aplicativo do WhatsApp no seu smartphone ou celular e dirigir-se ao menu de definições, que no caso do Android deverá fazê-lo através do três traços verticais que encontrará na parte superior direita. Uma vez aí, deverá clicar sobre a opção "WhatsApp Web" para poder usar este app no seu computador.

Neste momento o seu celular irá pedir-lhe que escaneie o código QR que encontrou na página web que abriu anteriormente no seu navegador Google Chrome no seu computador ou laptop. Para isso, deverá situar a câmera do celular à frente da tela do computador, como se fosse tirar uma foto e, depois o código será lido e automaticamente a página web do seu PC mudará.

Como pode ver todas as suas conversas e chats de grupo foram sincronizados e já os poderá ver na tela do seu computador. É importante que mantenha o seu celular conectado, caso contrário não poderá falar por WhatsApp no seu computador.

E pronto! Agora já pode usar WhatsApp no seu computador, já pode começar um novo chat com os seus contatos, retomar conversas que tinha iniciado antes, falar por grupo, enviar arquivos, mudar o seu estado, etc. Deste modo, agora a partir do seu computador poderá fazer exatamente o mesmo que faz no app do WhatsApp do seu smartphone.

No momento em que quiser deixar de usar o WhatsApp no computador, além de fechar a aba do Google Chrome, deverá abrir o aplicativo no seu smartphone, dirigir-se de novo ao menu "Definições/WhatsApp Web" e aí verá todas as sessões iniciadas em computadores diferentes. Agora clique no botão "Fechar sessão em todos os computadores" ou "Log out from all computers" e encerrará todas as sessões abertas e poderá utilizar agora o WhatsApp no seu celular. Fácil não?

Se deseja ler mais artigos parecidos a como usar o WhatsApp no computador, recomendamos que entre na nossa categoria de Internet no telemóvel ou que se inscreva no nosso boletim de novidades.

FONTE: UmComo - Link:http://tecnologia.umcomo.com.br/articulo/como-usar-o-whatsapp-no-computador-24.html

Na Rede

O historiador amador John Greenewald passou quase duas décadas solicitando informações consideradas não confidenciais do governo dos Estados Unidos sobre objetos voadores não identificados (óvnis).

1. O Projeto Livro Azul foi um projeto ambicioso

As origens do ambicioso projeto datam de junho de 1947, disse à BBC o pesquisador sobre óvnis Alejandro Rojas. O editor da revista Open Minds disse que um respeitado empresário e piloto, Kenneth Arnold, estava sobrevoando sobre o Estado de Washington quando testemunhou vários objetos voadores não identificados. Mais tarde, Arnold descreveu que os objetos "saltavam como pires". A imprensa adotou o termo, e passou a chamá-los de discos voadores.

Este incidente - e vários outros, incluindo o possível pouso de um óvni em Roswell, no Novo México, no mesmo ano - levou a Força Aérea a lançar um órgão de investigação específico sobre o tema. Nomeado Projeto Livro Azul e sediado na Base Aérea de Wright-Patterson, em Ohio, a ideia era que o programa fosse formado por apenas alguns funcionários. No entanto, o grupo investigou 12.618 registros de óvnis num período de duas décadas.

2. Projeto respondeu a um mal-estar público

Criado nos anos imediatamente seguintes à Segunda Guerra Mundial, o Projeto Livro Azul tinha a intenção de interromper a disseminação do mal-estar público diante do número crescente de relatos de visualizações de óvnis, incluindo sobre locais importantes como a Casa Branca e o Capitólio. "Havia muita histeria do público, e para os militares e o governo na época, era uma grande ameaça", diz Greenewald. "Não importa se os óvnis eram alienígenas ou não, eles estavam causando pânico, então [o governo] tinha de controlar os nervos de todo mundo." Embora sejam vistas com sarcasmo hoje, as ocorrências de avistamento de óvnis teriam sido discutidas por altos integrantes do governo americano nos anos 1940 e 1950.

"A questão foi levada muito a sério naquela época", disse Rojas. Chefes da CIA, a agência de inteligência americana, à época afirmavam publicamente que se tratava de um fenômeno real. Em 1966, outra comissão da Força Aérea foi criada para analisar a fundo alguns dos casos do Projeto Livro Azul. Mais tarde, esse grupo divulgou um relatório que afirmou não ter encontrado evidências de óvnis. O Livro Azul foi oficialmente encerrado em 1969.

3. Muitos dos casos não deram em nada

Apesar de muitas fontes confiáves - de almirantes da Marinha a pilotos militares e civis - terem relatado avistamento de óvnis, a maioria dos casos investigados pelo Projeto Livro Azul acabou envolvendo balões meteorológicos, gases de pântano, eventos meteorológicos e até mesmo inversões de temperatura. Em Seattle, no Estado de Washington, em abril de 1956, uma testemunha descreveu ter visto um "objeto redondo, branco... [que] dava voltas e voltas", de acordo com os documentos. Posteriormente, os investigadores concluíram que se tratava de um meteoro e encerraram o caso.

Em janeiro de 1961, em Newark, New Jersey, uma testemunha relatou ter visto um objeto cinza escuro "do tamanho de um jato sem asas". Esse objeto, mais tarde, foi identificado como um avião.

4. Outros casos não são tão facilmente explicados

De acordo com Greenewald e Rojas, mais de 700 casos do Livro Azul não puderam ser explicados pelos investigadores. Muitos desses casos citaram dados ou provas insuficientes. Mas mesmo alguns dos casos encerrados levantam mais perguntas do que respostas para os ufólogos. Em um deles, em 1964, um policial em Socorro, no Novo México, interrompeu uma perseguição a um suspeito após avistar uma aeronave estranha.

Ele seguiu o objeto - descrito como tendo uma insígnia vermelha estranha - e o viu aterrissar. Dois seres do tamanho de crianças saíram. O objeto, então, decolou, deixando queimaduras e vestígios no terreno. "O Livro Azul rotulou [o caso] como inexplicável e, mesmo depois de todas estas décadas, ainda não conseguem explicá-lo", diz Greenewald.

5. Há ainda informações a serem descobertas sobre óvnis

Embora Greenewald tenha acumulado um arsenal de documentos do governo, ele diz haver muitos outros a que nem ele nem o público tiveram acesso. Um pedido feito à Agência de Segurança Nacional rendeu centenas de páginas - mas as revelações estavam tão editadas que apenas algumas palavras apareciam em cada página, diz. Outras entidades do governo americano - incluindo a CIA e a agência de inteligência de defesa - também realizaram investigações sobre óvnis que não foram divulgadas, diz Greenewald. "Eu acho que o Projeto Livro Azul é apenas a ponta do iceberg", diz ele, acrescentando que vai continuar a pedir mais informações ao governo dos EUA.

FONTE: BBC Brasil - Link:http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2015/01/150124_eua_ovni_hb

Na Rede

×

Vídeos

Se uma imagem vale por mil palavras, um vídeo vale por um milhão.

Planos

Encontre um que se adapte às suas necessidades.

Básico

4 Visitas Mensais

1 Visita de Urgência

Suporte Remoto Promocional

Descontos em atendimentos

Ver Mais

Corporativo

20 Visitas Mensais + 4 Urgência

Seguro Hardware

Suporte Remoto Ilimitado

Descontos em atendimentos

Ver Mais

Portfólio

Trabalhos recentes, aplicativos e Parceiros

Contato

Você está pronto para iniciar o seu projeto? ligue ou mande-nos uma mensagem.

Nossa Localização

Av. Juscelino Kubitschek, 3300

e-mail

contato@hashcode.com.br

Telefones

(85) 3035.6060 / 9942.2074

Escreva uma Mensagem

Nós entraremos em contato o mais breve possível.